Investidores e Parceiros

Nosso grupo acredita no surgimento de uma indústria do cinema nacional que possa agregar produções que equilibrem dois aspectos do cinema: arte e entretenimento.

Apesar do crescimento anual da safra de produções nacionais, observa-se que poucos filmes conseguiram sucesso na bilheteria, por diversos fatores de mercado e estratégias de lançamento. Do nosso ponto de vista, acreditamos que estes seletos filmes que atingiram o grande público conseguiram encontrar o equilibrio entre arte e entretenimento. Arte, em formato de bons roteiros, boas produções e direção que resultam em produtos audiovisuais atrativos que contribuam culturalmente para o país, e entretenimento, como negócio que permite o retorno financeiro aos seus investidores ou contrapartidas aos seus apoiadores. São produções assim que fortalecerão a indústria cinematográfica brasileira.

O grupo "Novos Diretores", busca parceria de investidores para que possamos realizar produções que unam a boa estória com o entretenimento. Além disso, quando falamos em crescimento das produções nacionais, pensamos também em toda a cadeia de profissionais de um SET. Desde eletricistas e costureiras até diretores dos mais diversos ramos de atividade cinematográfica: fotografia, arte, roteiro, cenógrafos, atores, editores, músicos, etc.

Por isso convidamos você, investidor-apoiador, para conhecer as vantagens de anunciar sua marca, produto ou serviço em uma produção nacional.


VANTAGENS E CONTRAPARTIDAS

Merchandising / Product Placement

Uma das grandes vantagens e pouco exploradas no cinema nacional é a inserção de produtos nas produções. Diferente das demais mídias, onde a publicidade é paga por inserções e com tempo determinado, em um filme a marca da empresa está sempre vinculada à exibição da obra (cinema, DVD, TV a cabo, celulares, TV aberta, Festivais Nacionais e Internacionais), ou seja, anunciar no cinema permite ao investidor uma publicidade eterna da marca ou produto.

Dependendo da participação da empresa, existem inserções tanto na história como nos créditos iniciais do projeto. Inserir sua marca em um filme traz todas as vantagens de uma publicidade comum, porém no cinema ela estará sempre lá toda vez que alguém assistir ao filme. Se consideramos que muitos filmes estão sendo relançados para convergência de novas tecnologias, como por exemplo o formato 3D ou para portabilidade, que permite acesso ao conteúdo em dispositivos móveis (nuvem, celular e tablets), podemos observar o alcance da marca em cada vez mais mídias, sendo lembrada e agregando valores.

Veja abaixo alguns exemplos.


Cena de Superman II de 1980, vários letreiros aparecem na cidade. As marcas sempre serão visualizadas quando o filme for exibido.


Cena da comédia Quanto Mais Quente Melhor de 1959, para conquistar a personagem de Marilyn Monroe, o personagem mostra uma concha para insinuar que é herdeiro do império Shell.


Cena do filme Blade Runner de 1982, no letreiro da Los Angeles futurista surge a marca da empresa áerea PanAm. A empresa já encerrou suas atividades no início da década de 90, mas sua marca estará eternizada toda vez que o filme for assitido. Neste caso, a obra é considerada um clássico do cinema, ou seja, mais atenção para a produção e consequentemente para as marcas veiculadas no filme.

Inserir sua empresa em um filme possibilita ainda agregar valores a sua marca fazendo com que ele faça parte da estória, por meio da interação com personagens e a trama.


No filme De volta para o Futuro 2 de 1989, o personagem viaja no tempo e encontra as inovações tecnológicas de marcas do seu tempo. Como o moderno tênis da Nike e um skate voador.


Cena do filme O Quinto Elemento de 1997, mostra cidade futurística e o atendimento da rede McDonald's inserida em um contexto ultra-moderno.


Personagem de Tom Hanks é funcionário da FedEx no filme Náufrago de 2001. Quando o avião da compania cai ele sobrevive com os pacotes que acha a empresa. A marca FedEx é o tempo todo exposta.


No filme de ação o Exterminador do Futuro II de 1991, o refrigerante Pepsi surge em diferentes passagens da trama e seu investimento no filme possibilitou a inovação dos efeitos especiais.

Saiba mais:

Matéria do jornal Meio & Mensagem.